• +55 (61) 3345.0477 / +55 (61) 98178.8117 (WhatsApp)

Artigos

Independência Financeira - Um sonho possível!

Quarta, 01 Fevereiro 2017 00:35
Desde que começamos a entender um pouco de negócios e economia, desejamos ter uma vida confortável e tranquila financeiramente. Mas para isso é preciso atingir a tão sonhada “independência financeira”. E aí, você deve estar se perguntando, o que é e como alcançar essa tal independência? Independência Financeira é fazer com que o seu patrimônio trabalhe para você. Esse é o sonho de consumo de grande parte dos brasileiros, porém, infelizmente para muitos, acaba sendo apenas um sonho, mesmo que seja possível torna-lo realidade. Mas o que podemos fazer para alcançar esse sonho? O planejador André Gustavo Fröhlich, da Libratta Finanças Pessoais afirma que pra começar, é preciso mudar a percepção sobre o que é e porque viver de renda. “Enriquecer de uma maneira geral no Brasil, sempre esteve ligado a crenças negativas. Exemplos: só pode ser rico quem enganou ou passou outros para trás... ou dinheiro traz problemas... e ainda: não adianta guardar para depois os filhos brigarem... Essas e várias outras afirmações negativas acompanham muita gente no dia a dia e aos poucos fazem as pessoas acreditarem que realmente ter dinheiro é um problema”. Mas na verdade, somos nós que carregarmos essas crenças, e que criamos uma série de complicações financeiras, tornando o que poderia ser leve em um caso difícil. O dinheiro por si só não é bom nem ruim. Tudo depende de como você usa os seus recursos. “Ter dinheiro nos proporciona acesso a muitas coisas na vida, podemos ampliar nosso conhecimento, potencializar nossas habilidades, fazer caridade e principalmente, comprar bens e contratar serviços que precisamos, ajudando outras pessoas a enriquecerem e melhorarem de vida”, afirma André. Mas para se distribuir riqueza é preciso antes, gerar riqueza e para se gerar riqueza, em primeiro lugar, precisamos saber como chegaremos nela. O primeiro passo é fazer um levantamento da situação atual, quanto você tem de receita e despesas também. A partir deste ponto, identifique como você pode fazer para eliminar todo tipo de parcelamento que você tem. “É muito mais eficiente, construir um projeto de independência financeira, sem dívidas, ou seja, tudo aquilo que cobra juros de você, precisa ser quitado o quanto antes. Juros somente para receber, jamais para pagar”, ressalta o planejador. Com o endividamento resolvido, é hora de olhar para frente e refletir, afinal, quais são seus objetivos a partir de hoje? O que você quer fazer nos próximos anos? Como você quer viver os anos que virão? Que tipo de vida você quer ter na velhice ou após a aposentadoria? Depois de definir quais são seus objetivos, levante quanto custa cada um deles. Em seguida, quando você pretende realizá-los. “Somente com essas informações, você consegue saber quanto precisa guardar por mês para atingir cada um dos objetivos e começar a guardar o valor encontrado todo mês. Caso o orçamento aperte, você precisará revisar os prazos e valores dos projetos, ajustando para que caibam na sua renda, evitando se endividar por isso”, orienta André. Além disso, é importante saber quanto você vai precisar para manter sua renda quando se aposentar. “Para ter o valor ideal, basta você pegar a sua renda atual e multiplicar por 200. E incluir no seu projeto de independência financeira. A renda atual é usada como parâmetro pois, muito dificilmente as pessoas abaixam seu padrão de vida ao longo do tempo”, afirma o especialista. Seguindo esses passos e colocando em prática essas ações, é possível construir uma independência financeira sólida, que fará tanto você quanto seus sucessores, se beneficiarem disso. O quanto antes colocar em prática seus planos, melhor será pra você. E lembre-se: Nosso futuro só chega, se construirmos ele hoje!! Vamos começar?